You Are Here: Home » Afetividades » Amor verdadeiro

Amor verdadeiro

Conta-se uma velha lenda que dois jovens que se amavam muito e queriam se casar foram buscar um conselho de um sábio para que pudessem fazer algo que garantisse que eles ficassem juntos até que a morte os separasse.

O ancião ouviu os dois e sinalizou positivamente para o pedido. Mas afirmou que a missão seria muito difícil. Determinou, então, que o rapaz escalasse o monte ao norte da aldeia apenas com uma rede, caçar o falcão mais vigoroso e trazê-lo ali, com vida, até o terceiro dia depois da lua cheia.

falcaoE a moça deveria escalar a montanha do trono; Lá em cima, encontraria a mais brava de todas as águias. Os jovens se abraçaram com ternura e logo partiram para cumprir a missão. No dia estabelecido, na frente da tenda, os dois esperavam com as aves. O velho tirou-as dos sacos e constatou que eram verdadeiramente formosos exemplares dos animais que ele tinha pedido.

– E agora, o que faremos? Os jovens perguntaram.

– Peguem as aves e amarrem uma à outra pelos pés com essas fitas de couro. Quando estiverem amarradas, soltem-nas para que voem livres.  Disse o sábio.

Eles fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros. A águia e o falcão tentaram voar, mas conseguiram apenas saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela impossibilidade do voo, as aves arremessarem-se uma contra a outra, bicando-se até se magoarem.

Então disse o sábio:

– Jamais se esqueçam do que estão a ver, esse é meu conselho. Vocês são como águia e o falcão. Se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, não só viverão arrastando-se, como também, cedo ou tarde, começarão a magoar um ao outro. Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voe juntos, mas jamais amarrados.

Libere a pessoa que você ama para que ela possa voar com as próprias asas. Essa é uma verdade no   casamento e também nas relações familiares, de amizade e profissionais. Respeite o direito das pessoas de voar rumo ao sonho delas. A lição principal é saber que somente livres as pessoas são capazes de amar. Libere a pessoa que ama para que possa voar em liberdade com toda sua confiança. Tenha a certeza de que ela entende que a ama verdadeiramente e por esse motivo lhe dá toda a liberdade, se tal não acontecer mais tarde pode ser acusado de ter facilitado uma atitude ou decisão da pessoa amada, de ter dado algo que para si seria impensável, pois tudo o que fez foi confiar e amar em liberdade.

E você, o que pensa de tudo isso? Mas responda para si mesmo depois de refletir sobre a parábola que leu.

Matérias Relacionadas:

O amor liberta, nunca escraviza

 

Com informações da Mídia & Saúde

Print Friendly

Autor

Poeta, Filósofo, Político. Pós graduado em Administração Pública e Gestão Pública. Ex-Funcionário do BB, Ex-Vereador e atualmente Servidor Público. Gerente da Agência do Trabalhador [SINE] da SEJU/MTE do Governo do Estado do Paraná, na Cidade de Mandaguaçu.

Number of Entries : 219

Comentários (1)

  • Dr. Pitty Madeira

    Gostei dessa parábola, ela nos faz parar, pensar e repensar se estamos na prática agindo de maneira sábia com nossos sentimentos… enfim, passei a ter uma visão mais clara sobre amor e liberdade… simplesmente nota 10.

    Responder

Comente

© 2013-2017 Site hospedado por:

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.
Ir ao Topo