You Are Here: Home » Geral » Parábola dos sonhos das três árvores

Parábola dos sonhos das três árvores

Havia, no alto de uma montanha, três pequenas árvores que sonharam o que iriam ser depois de grandes.

A primeira, olhando as estrelas, disse: “eu quero ser o baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. Para tal, até me disponho a ser cortada”.

A segunda olhou o mar e suspirou: “eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas”.

A terceira árvore olhou o vale e disse: “quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto que as pessoas ao olharem para mim levantem seus olhos e pensem em Deus”.

Imagem ilustrativa do google

Imagem ilustrativa do google

Passados muitos anos, certo dia surgiu três lenhadores e cortaram as três árvores. Foi o momento em que elas ficaram ansiosas pensando que se transformariam naquilo que sonhavam.

A primeira árvore acabou sendo transformada em um coxo de animais coberto de feno. A segunda virou um simples e pequeno barco de pesca, carregando pessoas e peixes todos os dias. E a terceira, mesmo sonhando em ficar no alto da montanha, acabou cortada em grossas vigas e colocada de lado num depósito.

Mas, numa certa noite, cheia de luz e de estrelas, onde havia mil melodias no ar, uma jovem mulher colocou seu bebê nascido naquele coxo de animais. E de repente, a primeira árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo… (Lucas 2:7).

A segunda árvore, anos mais tarde, acabou transportando um homem que acabou dormindo no barco, mas quando o mar se enfureceu, o homem levantou e repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança: E num relance, a segunda árvore entendeu que estava carregando o Rei dos Céus e da Terra (Lucas 8:22-25).

Tempos mais tarde a terceira árvore espantou-se quando suas vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela. Logo, sentiu-se horrível e cruel. Mas no terceiro dia, o mundo vibrou de alegria e a terceira árvore entendeu que nela havia sido pregado um homem para a salvação da humanidade e que as pessoas sempre se lembrariam de Deus e de seu Filho JESUS CRISTO ao olharem para ela (Lucas 23:33 e 24:1-9).

Quando as coisas não parecem estar acontecendo da maneira que você gostaria, tenha sempre a certeza de que Deus tem outros planos para você.

Cada uma das árvores teve o que desejava, mas não da forma que imaginou. Não sabemos dos planos que Deus tem para nós, sabemos apenas que Seus caminhos podem não ser os nossos, mas são sempre os melhores!

O exemplo das árvores é um sinal de que é preciso sonhar e ter fé sempre não importa o tamanho dos sonhos que você tenha. Sonhe muito e sempre mesmo que seu sonho não se realize exatamente como você desejou, saiba que eles sempre se concretizarão de maneira que Deus entender ser a melhor forma para você. Uma nuvem não sabe por que se move para tal direção e com certa velocidade, senti apenas o impulso que a conduz.  Mas o céu sabe os motivos e os desenhos que se formam por trás de todas as nuvens e você também saberá quando erguer sua cabeça o suficiente para ver além dos horizontes.

Hoje, aprendi uma lição: sonhos existem para viver, não para pensar. Mas, quando pensar, pense sonhando! [Aucenir Gouveia]

Print Friendly

Autor

Poeta, Filósofo, Político. Pós graduado em Administração Pública e Gestão Pública. Ex-Funcionário do BB, Ex-Vereador e atualmente Servidor Público. Gerente da Agência do Trabalhador [SINE] da SEJU/MTE do Governo do Estado do Paraná, na Cidade de Mandaguaçu.

Number of Entries : 219

Comente

© 2013-2017 Site hospedado por:

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.
Ir ao Topo