You Are Here: Home » Geral » Pedro, meu filho, meu amigo, meu eterno rei

Pedro, meu filho, meu amigo, meu eterno rei

A paz do Senhor amados em Cristo Jesus. Quero agradecer de maneira carinhosa às dezenas de centenas de mensagens de apreço e conforto recebidas de parentes, amigos pessoais, amigos de meu rei (Pedro) e até mesmo de pessoas mais distantes. Porém, quero expressar de maneira também especial, uma mensagem direcionada a todos e a todas em resposta. Para isso Deus primeiramente teve que confortar meu coração, Ele sentiu minha dor, e então de maneira sobrenatural falou comigo na madrugada dessa quinta-feira.  Deus me deu dois lindos e abençoados filhos,  meu rei Pedro e meu reizinho Vinícius, digo ‘meu’ não no sentido de posse, mas por virem ao mundo através de mim, eles pertencem a Deus.

Nesse sentido, amados e amadas, Deus se manifestou ouvindo minhas orações. Sobre a morte do Pedro encontrado sob o leito na casa onde estava residindo na cidade de Cruzeiro do Oeste, Paraná, donde prestava serviços. Cuja vida foi ceifada com um tiro na cabeça. O que houve só Deus sabe, para os homens pode parecer fácil ocultar a verdade, mas para Deus ela não fica oculta por muito tempo. Prefiro não entrar nesse mérito, porque já o entreguei nas mãos daquele que tudo sabe e tudo vê: Jesus Cristo nosso Senhor.

Pedro Afonso Correa Gouveia

Pedro Afonso Correa Gouveia

Deus ‘Pai’ me revelou também sua dor quando entregou seu único e amado filho nas mãos de assassinos, infiéis e incrédulos para que o pecado do mundo fosse aliviado na cruz do calvário. E depois de mais de dois milênios, o mundo continua imundo, o pecado continua se alastrando como as ervas daninhas no campo aos quatro ventos na terra.

Jesus Cristo era um homem de coração puro, sem maldades, seu prazer era dar amor, ver ou outro feliz. “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” (Evangelho de João 15:12). Seu espírito de liderança conquistou multidões e fez um universo de seguidores. E espalhou amor a quem buscava amor. Morreu jovem.

…Deus falando comigo sobre isso, disse-me que a dor que eu estava sentindo foi a mesma dor que Ele sentiu quando seu filho foi morto, mas que foi preciso, pois faz parte da planificação para se cumprir as profecias. Ele me disse que a morte para ele é diferente da morte para nós. A morte é apenas uma viagem para outro plano. Os planos de Deus são perfeitos, porém nós humanos, através do livre arbítrio, tentamos mudá-los com nossas imperfeições, limitações e não aceitação de muitas coisas que provém do Senhor.

Deus tirou minha dor de pai carnal e colocou em meu coração consolo, fortaleceu-me, confortou-me, deu-me entendimento, aceitação e alegria.  Sim Alegria, porque Deus me disse que meu filho ‘Pedro’, obra de sua criação está no céu junto Dele, agora não mais como homem, mas como um jovem anjo celestial iluminado, que se desprendeu das coisas do mundo para fazer parte do Reino eterno. Ele se libertou das aflições, dos pecados, das tristezas, das dores, das enfermidades, das injustiças que o mundo terreno vive.

O Pedro teve uma missão entre nós, que chegou ao fim, também morreu jovem, assim como a morte de Jesus tem um significado para a humanidade, a morte de meu filho Pedro também tem um sentido para nós, ele morreu por muitos e permanece vivo em nós e saberemos disso lá na frente, assim diz o Senhor meu Deus.

Um jovem exemplo de humildade, coração feito ouro, tinha um jeito nobre de ser, por isso eu o chamava de ‘meu rei’. Ele amava a liberdade, não gostava de formalidades nem de ser contrariado, tinha o dom de conquistar pela sua maneira única e simples de ser. Com isso fez multidão de amizades, fez-se líder na terra de gigantes. Conquistou a confiança de jovens, alcançou o coração desde as crianças aos mais idosos. Era brincalhão. O Pedro tinha prazer em fazer o outro feliz. Dava imensas gargalhadas. Que saudades! Foi um presente de Deus na minha vida, na vida de sua mãe, de seu irmão, de seus avós, de seus tios, tias, primos, amigos e tantos mais.

Ele gostava muito de uma frase que escrevi.  Um dia ele me ligou e disse: “E aí Doutor tudo beleza, hein muito massa aquela frase que você escreveu, eu compatilhei com uma amiga…”. A frase é ‘A humildade que você tem no coração revela o valor que você tem para Deus e para os homens’.

Eu Pai aprendi muito com ele, e também a respeitar sua forma de pensar, porque meu foco sempre foi voltado paras as coisas que vinham do coração dele. Quem teve o privilégio de conhecê-lo de perto, sabe do que estou dizendo. Ele tinha suas imperfeições, como todos nós temos. Mas tinha brilho pelo seu espírito de vida e de liderança. Ele era feliz fazendo o outro feliz. Estava sempre em busca de algo diferente, inovador. Foi um verdadeiro amigo, confidente, leal.  Como eu disse fez uma multidão de amigos. Uma multidão que agora possa ver com mais intensidade. Isso me serviu de exemplo, pois sempre tive dificuldades de fazer amigos. Essa qualidade de relacionar-se e fazer amigos foi marcante no Pedro.

Deus trabalhou o tempo todo em seu coração. Embora cristão não praticante. Meu filho tinha uma fé do tamanho de um grão de mostarda (Mateus 17:20). E tinha o dom de ensinar com a simplicidade das coisas, assim disse-me o Senhor.

 Muitos de vocês não puderam ver, eu, como pai, vi e senti, o Pedro revoltado com a injustiça do mundo, com a pobreza, suas preocupações com a desigualdade e com tantas outras banalidades que acontecem em nosso mundo, em nosso meio… Enfim, contudo, ele se sentia feliz com as oportunidades que encontrava para fazer alguém feliz, sem medida, sem escolher a quem.

E proporcionou para muitos amigos, muitas amigas, para muitos de nós momentos de grande felicidade e de ajuda com seu espírito guerreiro. Cedo ou tarde todos nós morremos, isso é fato. Mas continuaremos a viver em espírito servindo a Deus Criador, isso é certeza. O Pedro morreu, ressuscitou em espírito e, em verdade, permanece assim conosco, assim diz o Senhor Deus Jeová.

Agora como ser iluminado, sua felicidade foi eternizada e terá poder para ajudar o Senhor em sua obra a cuidar de nós, nós que ainda estamos presos pelas ilusões da carne nesse mundo, assim me disse o Senhor.

Meus irmãos, minhas irmãs, vocês que conheceram o meu rei (Pedro), pedrada, assim como era conhecido por muitos jovens, sabem o que estou dizendo… Vocês que creem no poder de Deus, no Espírito Santo e em Jesus Cristo tenham a certeza de que continuarão a sentir a presença do Pedro junto de vocês, com aquele olhar penetrante, sorriso doce, com aquela maneira especial e cativante de brincar, com aquele fogo de amor e de humildade que brotava incessantemente das profundezas de seu grande coração.

Uma semana antes de tudo acontecer, tive um momento de intuição e enviei um torpedo para meu filho, foi a última mensagem que dizia: “Eu pedi a Deus para não deixar você chorar, nem ter momentos tristes, mas Ele me disse que é preciso as vezes passar por algumas ‘angústias’ porque somos como o OURO: primeiro temos que passar pelo fogo, para depois brilhar! Deus nunca vai tirar nada de você, sem te dar algo melhor! Você é uma pedra preciosa, e no seu rosto tem o brilho de Deus 🙂 Boa noite. Te amo! Bjs”.

Amigos e amigas, irmãos e irmãs, o Pedro está em mim, assim como eu estou nele também.  Meu amor por ele é eterno. A saudade sempre será um fragmento do pensamento de uma lembrança que não passa. Mas estou feliz, meu filho está com Deus, criador da vida, do céu, do mar e terra. Jesus é o Caminho, a Verdade e a Vida.

Deus às vezes nos tira algo precioso para que possamos nos fortalecer ainda mais em Cristo Jesus.

Deus Jeová abençoe a vida de cada um dos amigos do meu filho e tenha misericórdia de seus desafetos e nos dê a paz em Cristo Jesus. Amém.

By Aucenir Gouveia(Sasho)

Print Friendly

Autor

Poeta, Filósofo, Político. Pós graduado em Administração Pública e Gestão Pública. Ex-Funcionário do BB, Ex-Vereador e atualmente Servidor Público. Gerente da Agência do Trabalhador [SINE] da SEJU/MTE do Governo do Estado do Paraná, na Cidade de Mandaguaçu.

Number of Entries : 219

Comente

© 2013-2017 Site hospedado por:

Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.
Ir ao Topo